Aula de Teoria de Comunicação: Documentário “Sou feia mas tô na moda”

Por Romero Cavalcanti

sOU FEIA MAS TO NO BLOG

O Blog RTVI 110 assistiu o documentário “Sou Feia mas tô na moda” e traz aqui o link do documentário para vocês assistirem e um prelúdio que vai despertar o interesse de todos que curtem uma noitada… Daquele jeito !
O Funk Carioca se trata de uma manifestação social (musical) das favelas do Rio de Janeiro, que, como toda expressão artística, trajam uma carga pessoal dos seus idealizadores, mas, com o tempo, a nacionalização deste produto musical e filosófico, ganha novas fases e rostos atingindo assim, ao contrário do que imaginam, todas as classes sociais.

O documentário : Sou feia mas tô na moda, lançado em 2005, em Londres, com direção de Denise Garcia e produzido pela ToscoGraphics, dão uma volta nos baile funks focando as mulheres deste movimento e as bandeiras feministas (fora do comum) que elas levantam. Gaiola das Popozudas, Tati Quebra-Barraco, Deise da Injeção, dentre outras, são mulheres, cantoras do funk carioca, que moram em comunidades onde as leis e assistência social não existem, “por este motivo” as mc’s do funk estão re-criando os seus direitos/deveres de igualdade, incentivando outras mulheres a autovalorização, conscientização e alertas para doenças sexualmente transmissíveis.

O Feminismo ativista e imperativo das interpretes do funk, transformou as mulheres submissas em “ livres e donas dos homens” e nacionalizou um estilo que desperta a libido e sensações prazerosas dançantes, o funk carioca, definitivamente desceu do morro e invadiu todas as classes.

ASSISTA AQUI •

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s