Identidade Cultural

Por: Marina Ferreira

A identidade cultural é um conjunto vivo de relações sociais e patrimônios simbólicos historicamente compartilhados que estabelece a comunhão de determinados valores entre os membros de uma sociedade como língua, religião, as artes, o trabalho, esportes, festas e entre outros. É um processo dinâmico, de construção continua, que se alimenta de várias fontes no tempo e no espaço. Como consequência do processo de globalização, as identidades culturais não apresentam hoje contornos nítidos e estão inseridas numa dinâmica cultural fluida e móvel.

Durante muito tempo, a ideia de uma identidade cultural não foi devidamente um problema no campo das ciências humanas. Com o desenvolvimento das sociedades modernas, muitos teóricos tiveram grande preocupação em apontar o enorme “perigo” que o avanço das transformações tecnológicas, econômicas e políticas poderiam oferecer a determinados grupos sociais e principalmente os folcloristas defendiam a preservação de certas práticas e tradições. Por outro lado, algumas recentes teorias culturais desenvolvidas no campo das ciências humanas desempenharam o papel inovador de questionar o próprio conceito de identidade cultural. De acordo com essa nova corrente, com o desenvolvimento da globalização, a identidade cultural não pode ser vista como sendo um conjunto de valores fixos e imutáveis que definem o indivíduo e a coletividade da qual ele faz parte.

A identidade de um sujeito surge através de três concepções: a do homem iluminista, pós-moderno e o homem sociólogo.

 O sujeito iluminista:

• Era baseado no Iluminismo
• Tinha a humanidade como unificada, centrada e dotada de razão e consciência
• O seu centro permanece o mesmo até a sua morte, sendo esse centro a identidade de uma pessoa.
• Esse sujeito era mais individualista, valorizava o próprio eu.

O sujeito sociológico:

• Incluía a sociedade no seu eu.
• o seu núcleo não era autossuficiente
• Necessitava da interação com outras pessoas, que contribuíam para a formação de valores.

O sujeito pós-moderno:

• Possui a falta de uma identidade fixa e imutável, estando sujeito à cultura ao qual está exposto.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s